A luz como modeladora do espaço

Pode-se dizer que a luz é uma matéria-prima na arquitetura pelo seu poder transformador.
Torna-se a protagonista pela sua capacidade de transmutar o então já criado.
É ela que define trazendo beleza e complexidade.

A luz desperta a sensibilidade, as fantasias, as emoções de quem a tenta interpretar.
Cria um portal entre o místico e o real.
Ela transfigura o espaço arquitetônico trazendo à tona os elementos desejados.
Respeita o percurso da obra e seus volumes.
A luz se une à sombra e a trás para junto de si, sendo sua aliada, produzindo juntas a volumetria, dando forma e vida a matéria.

A luz fascina com a sua atmosfera envolvente, ela abraça a escuridão e mexe com os sentidos.
É como a alma da obra, é ela que cria, que converte, que energiza e dá total sentido à unidade.

Texto: Gabriela Gomes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: