A regeneração urbana e reestruturação produtiva dos vazios urbanos.

O crescimento das grandes cidades adveio do progresso de sua sociedade no decorrer de décadas e alguns ciclos de decadência, mas sempre após estes períodos foi possível um ressurgimento, uma reinvenção das cidades.

Nota-se que nas últimas décadas as grandes metrópoles mundiais estão perdendo em seus centros urbanos, parte de suas funções produtivas e criando consequentemente espaços obsoletos e degradados, os chamados vazios urbanos, wastelands.

Em países desenvolvidos, as áreas industriais obsoletas tornam-se alvo de grandes projetos urbanísticos, já que ainda apresentam um potencial de desenvolvimento. A implantação de estratégias de intervenção, políticas urbanas e parcerias entre o poder público e o setor privado são capazes de promover a regeneração e reestruturar o setor socioeconômico de um lugar. Isso tudo é possível com os chamados clusters urbanos.

Os clusters urbanos possibilitam a reconversão de áreas urbanas que encontram-se deterioradas mas que ainda possuem uma memória. Através do planejamento e gestão eficientes, contínuos e a longo prazo, e através da implementação de agências de redesenvolvimento urbano-econômico específicas,  os clusters urbanos resgatam a memória urbana e promovem a reestruturação produtiva de um espaço já existente.

A prática desses projetos são capazes de instrumentar a criação de núcleos compactos que aproveitam a infraestrutura já existente configurando o termo cidade dentro de uma cidade, dando origem à um organismo urbano capaz de otimizar espaços ao invés de expandir-se.

O termo Shrinking Cities Movement (Movimento de encolhimento das cidades) promove a retração das cidades que não perdem sua atratividade e apresentam a oportunidade de inovar-se e reinventar-se, liberando por sua vez o uso de territórios para criação de áreas verdes.

A lógica de concentrar as cidades em territórios mais compactos permite um melhor aproveitamento de espaços antes não utilizados e estimula a regeneração urbana que passa a acontecer de forma consciente e sustentável com a implementação de estratégias que racionalizam e criam um espaço mais justo e equilibrado, promove o surgimento de áreas livres e verdes, preserva os recursos naturais e aumenta a qualidade de vida de seus habitantes.

 

Fonte:

Cidades Sustentáveis Cidades Inteligentes, LEITE, Carlos et.al.

Foto: Danilo Ivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: