Bairro: o poder da conectividade

Bairro é o assentamento que possui centro e limites bem definidos, apresenta infraestrutura, faz uso misto do solo, se preocupa com o pedestre e as relações sociais.

O urbanismo sustentável enfatiza a importância dos benefícios sociais da vida no bairro e afirma que estas relações são construídas através de um bom planejamento urbano. Quando pequenos, os passeios e quadras urbanas aumentam as chances de sociabilidade no qual as pessoas satisfazem suas necessidades diárias a pé e se tornam conhecidas.

O bairro ideal deve ser diversificado com relação aos tipos de edificação, pessoas e usos. As habitações devem atender à todas as pessoas em suas fases da vida e necessidades, possibilitando-as “envelhecer no local” e assim construir uma rede social. Segundo pesquisas, as relações duradouras e as conexões sociais ajudam na felicidade, saúde e longevidade das pessoas.

Um bairro bem definido além de oferecer o contato cotidiano nas ruas entre seus habitantes é também capaz de promover o comércio. Isso está diretamente ligado à variação dos tipos de edificação, tipos de uso e a possibilidade/estímulo das pessoas caminharem pelas ruas. Essas relações pessoais ajudam no comércio local e na fidelização de clientes, criando valor e conveniência que são capazes de abrir possibilidades de onde as pessoas podem fazer suas compras.

Para se construir um bairro admirável e seguindo as regras de um urbanismo sustentável não é apenas suficiente pensar nos empreendimentos que nele deverão estar inseridos. Deve-se levar em conta o nível de recursos necessários para a construção e a manutenção das edificações e a área a ser urbanizada  não deve impor aos seus habitantes a relação de dependência do automóvel para a execução atividades simples do cotidiano. Mencionado esses dois fatores é importante então ter em mente as densidades mínimas para construir um bairro e não criar habitações com lotes e mais lotes de terra. Bairros compactos demandam uma menor área a ser pavimentada, protegem áreas virgens e concentram-se apenas em partes de uma bacia hidrográfica, diminuindo as chances de poluição ao meio ambiente. Além disso bairros compactos respeitam o pedestre, oferecerem uso misto do solo e possibilitam através de sua densidade, variados tipos de transporte público.

O excelente desenho urbano estimula a conectividade e a independência de seus moradores, no qual as crianças podem ir sozinhas e seguras para as escolas pois as interseções sendo relativamente curtas (não mais que 1200 metros) proporciona ruas de baixa velocidade e segura aos pedestres. Atentando-se a isso, percebe-se que um bom bairro é capaz de estimular a mudança em seus habitantes melhorando o estilo de vida, a independência de pessoas com mobilidade reduzida, é capaz de viabilizar o comércio local entre os moradores, estimular as mais variadas relações e permite que as pessoas permaneçam nele mesmo quando surgirem novas necessidades.

Fonte: FARR, Douglas, 2013 – Urbanismo Sustentável: Desenho urbano com a natureza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: