Old Saint Mary’s Cathedral

Localizada nos Estados Unidos, a antiga Catedral de Santa Maria da Imaculada Conceição, traduzindo para o português, é um dos marcos da cidade de San Francisco e foi a primeira Catedral a ser construída na Califórnia. Além de sua importância histórica, a edificação é famosa por ter resistido ao forte terremoto de magnitude 6 que atingiu o estado em 1906. A visita ao local me forneceu várias informações sobre a estrutura da edificação, o incidente da qual sofreu após os abalos sísmicos (o grande incêndio), e a sua história e influência na comunidade. Todas estas informações e fotografias da época estão disponíveis aos visitantes e expostas gratuitamente em painéis, expositores e folhetos que se encontram no interior da Catedral.

Localizada no bairro Chinatown, sua fachada de tijolos vermelhos possui uma única torre sineira e central a esta (avistando apenas três faces da torre no meu campo de visão), 3 relógios. A entrada principal de cor branca e com uma pequena escadaria em frente direciona logo na entrada, à dois pequenos ambientes já antes da recepção. De uma atmosfera acolhedora e íntima, de um lado localiza-se a Capela da Lembrança (Chapel of Remembrance) e do outro a Capela do Perdão (Chapel of Forgiveness), ambas são salas pequenas de pouca iluminação e com um vitral alto, estreito e colorido. Em uma das paredes estão expostas e gravadas em placas metálicas os vários nomes de pessoas. Faceando a mesma rua, a catedral apresenta duas outras portas laterais dispostas cada qual em um lado da porta principal e que levam à uma área de recepção estreita que intermedia o ambiente principal de celebrações das missas e as duas áreas (Chapel of Remembrance e Chapel of Forgiveness) já mencionadas.  Todas as janelas e portas da fachada apresentam arcos ogivais.

No interior da catedral o teto é abobadado com nervuras aparente (uma das características do estilo Gótico) e centralmente a estas nervuras, alguns lustres e outras poucas luminárias. A decoração é bem sutil diante dos detalhes e da volumetria dos adornos (como figuras de anjos), pois quase  todos estes elementos encontram-se na cor branca. O que chama a atenção é o carpete vermelho que estende-se por boa parte do piso, três grandes pinturas centrais ao altar e os vitrais coloridos que são realçados pela luz natural que os atravessa timidamente. Cada vitral apresenta a imagem de um santo e pude identificar durante a minha visita as imagens do Santo Agostinho e São Francisco. Intercalados aos vitrais que são simétricos e rítmicos, por dentro da catedral há pequenas esculturas da via sacra também na cor branca. A Old St. Mary possui uma seção longitudinal com uma nave principal e duas naves laterais, e uma seção transversal do transepto. Nas naves laterais pode-se perceber dois níveis de piso deixando à vista no pavimento térreo, um pé direito baixo e sem muitos detalhes decorativos fixados ao teto. Já do pavimento superior são notados os detalhes das nervuras das naves laterais.

O terremoto em 18 de Abril de 1906 surpreendentemente não comprometeu boa parte de sua estrutura. Contudo um incêndio decorrente do terremoto atingiu a edificação e destruiu o piso e o teto em madeira. Com paredes de alvenaria de tijolos não reforçada ainda datados de 1854, mesmo período da torre sineira, a catedral recebeu uma estrutura que reforça as paredes sem comprometer a aparência do interior e exterior. Este reforço fortaleceu os pilares e ainda foram acrescentadas novas paredes de concreto armado no perímetro ao redor do auditório (localizado abaixo da nave principal) e uma nova parede de concreto também foi acrescida ao lado interior do transepto leste. Uma nova rede de treliças de aço foi adicionada já por entre as existentes no espaço do sótão e que servem para transferir as forças sísmicas no nível do telhado para as novas paredes de estrutura reforçada.  A torre do sino para ter uma maior estabilidade e reforço, recebeu internamente contrafortes de concreto em sua base e uma parede de concreto armado que se estende desde suas fundações até o topo. A fundação da catedral consiste em rochas de granito extraído e cortados na China e os tijolos da estrutura foram feitos na Nova Inglaterra e trazidos em navios. 

A Catedral de Santa Maria da Imaculada Conceição por algum tempo foi o edifício mais alto de San Francisco. Sobrevivente à  uma grande tragédia e sendo uma das edificações mais importantes da cidade por sua contribuição e serviços prestados à comunidade, sua história é repassada por gerações. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: