Urbanismo Suntentável: O Planejamento urbano responsável

O urbanismo sustentável é um movimento que busca implementar o crescimento responsável das cidades integrando sistemas humanos e naturais através da contribuição detalhada e guiada a passos específicos. Esse trabalho é feito por planejadores urbanos, arquitetos, engenheiros, empreendedores e profissionais do setor administrativo das cidades que realizam um trabalho coordenado e de ampla visão abrangendo reformas econômicas, sociais e ambientais.

São muitos os desafios para a implantação do urbanismo sustentável quando se refere à adoção de novas práticas visto a dificuldade do público em reconhecer o termo e entender sua complexidade. Fazer pessoas compreenderem os impactos e as responsabilidades a que muitos estilos de vida estão atrelados, é certamente um desafio, mas precisa ser levado ao senso comum.

A melhor maneira de ensinar sobre o urbanismo sustentável é apresentando exemplos cotidianos de lugares onde já se aplicam práticas sustentáveis e os inúmeros benefícios revertidos diretamente para a comunidade e o meio ambiente, tais como: utilização de energias alternativas, preservação dos recursos históricos e reservas ecológicas, construção sustentável e alternativas para locomoção urbana. A abordagem e as informações  podem ser apresentadas através de fotografias e representações gráficas revelando as diferenças de desempenho entre as práticas urbanistas convencionais já existentes e o novo planejamento.

O urbanismo sustentável é certamente uma proposta atraente por oferecer oportunidades comerciais viáveis e defender o desenvolvimento do tecido urbano com compacidade, totalidade e conecto com a biofilia. O comprometimento com as relações sociais e ambientais exigem a criação de espaços acessíveis a pé, com densidades que apresentem variedade de edificações e serviços de modo a fortalecer os relacionamentos na comunidade, além de preservar áreas de mata virgem.

A sustentabilidade não está atrelada apenas a edificações com selos de certificação de qualidade. Construir projetos de desempenho energético em áreas ainda não urbanizadas, criando um contexto de dependência  de automóveis, não a torna viável. Por isso a importância da integração de vários profissionais e setores a fim de conectar áreas já existentes com novas áreas a serem urbanizadas. Antes da construção de grandes empreendimentos é preciso estar certo de que estas novas regiões serão cobertas por uma infraestrutura de qualidade com serviços de transporte público, rede e distribuição de energia, água, rede de esgoto e estejam próximos a serviços já presentes como o comércio, próximo às instituições de ensino e áreas de lazer.

É interessante evitar a construção de empreendimentos genéricos. A volumetria, forma e o caráter das edificações devem condizer com o tecido urbano e este deve apresentar modais de transporte e serviços de modo sustentável estimulando a conectividade, o senso de lugar, fortalecendo os círculos sociais e o contato cotidiano nas ruas.

Inspirado em:

FARR Douglas / Urbanismo Sustentável

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: